segunda-feira, janeiro 24, 2005

63. Programas eleitorais...

Ora cá estão eles… todos em pdf.

Programa eleitoral do PS: 164 páginas, 1,82 MB
Programa eleitoral do PSD: 125 páginas, 7,21 MB
Programa eleitoral do Bloco de Esquerda: 112 páginas, 675 Kb
Programa eleitoral do PCP: 124 páginas, 490 Kb
Programa eleitoral do CDS/PP: no site do partido consta “de momento não é possível a ligação”… (no comments!)

Será que as disparidades formais têm continuidade no conteúdo!? Enfim… por agora só fiz o download e passei os olhos na diagonal. O do PDS é mais difícil de abrir pois o formato não é automaticamente reconhecido (???); também não tem índice (o que convenhamos facilitaria a coisa). Talvez até ao fim-da-semana consiga lê-los. Confesso nunca li nenhum por completo… nem sei se o farei. Por razões óbvias a minha atenção estará centrada principalmente em três assuntos: educação, ciência e cultura. Depois, vou ver o que reservam as áreas da economia e finanças.

Post-Script (porque a sigla PS pode neste caso ter outra conotação): esta questão do frente-a-frente televisivo já enjoa!
Post-Script 2: apesar do desconforto que vou sentindo face à realidade política que atravessamos, levo muito a sério os meus direitos (e obrigações) de cidadania.

1 Comments:

At 12:03 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Mas já viste..... que no Programa Eleitoral do PS, partido que irá formar Governo segundo as sondagens, é referido no capitulo da "qualificação dos recursos humanos e nas condições de trabalho" que se vai "aplicar o regime de contrato de trabalho a novas admissões na Administração Pública que impliquem o exercício de funções permanentes, desde que não se trate de funções de soberania" e no capitulo seguinte ao "adequar a Administração aos objectivos de crescimento" é expressa a necessidade de se "Criar um programa plurianual de redução da dimensão da Administração central, visando diminuir, nos próximos quatro anos, o número de unidades orgânicas de nível central, por descentralização, desconcentração, fusão ou extinção;" ambos os casos na p. 41 do Programa. E que depois no capítulo da Cultura, nomeadamente no "Esclarecer regulamentações e missões" se deixa nas entrelinhas outra vez a fusão, com uma.... "promoção da gestão integrada do património, sob a direcção do Ministério da Cultura".

 

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker